Liberae sunt enim nostrae cogitationes - Cícero (Mil. 29 - 79) . Um blog de Rui Oliveira superflumina@sapo.pt
.artigos recentes

. Tempo novo, totalitarismo...

. Golpistas encartados

. Amadorismo

. A habitual arrogância dos...

. Ainda a cópia privada

. Boa notícia...

. Maldito solarengo

. Querida televisão...

. Desinformação ou ignorânc...

. Ratisbona, laicidade e la...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

Segunda-feira, 29 de Março de 2004
Disparates chomskianos

Quando aqui referi o facto de Chomsky já ter um blog, disse que não tencionava visitá-lo muitas vezes. Bom, mas pelo menos uma vez por semana tenciona verificar o por lá se diz e o mínimo que se pode dizer é que o homem não me deixa mal. Vejam só esta pérola (meus sublinhados):

All opponents of the invasion of Iraq -- at least, all those who bothered to think the matter through -- took for granted that there would be beneficial effects, as is often the case with military interventions: the bombing of Pearl Harbor, for example, which led to the expulsion of Western imperial powers from Asia, saving millions of lives. Does that justify Japanese fascism and its crimes? Of course not: there is far more to consider, and I've never had any question that these other considerations amply justify condemning Japan's aggression as a war crime -- the "supreme crime" of Nuremberg.

Certamente Chomsky está a pensar nos milhões de vidas salvas por Pol Pot, Mao Tse Tung, Ho Chi Min e outros democratas. De outro modo, todas esses milhões de pessoas teriam morrido sob as botas do imperialismo ocidental. Como se sabe, todos estes dirigentes foram salvadores dos seus povos e foram reputados defensores dos direitos humanos.

Diz o Miguel que ia pôr o link deste blog na secção de "ficção científica", mas eu acho que ele deve pô-lo na secção de "ficção" pura e simplesmente (é que de científico ele não tem nada, nem na linguística, que como se sabe, e ao contrário de que muitos pretendiam, não é nem tem que ser uma ciência).

O resto do artigo do Chomsky é, como de costume, delirante e padece de um ocidentalismo atroz

P.S. Ocidentalismo: ódio ao Ocidente, frequentemente perfilhado por aqueles que vivem à conta das sinecuras que esse mesmo Ocidente lhes dá.

publicado por Rui Oliveira às 10:32
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 31 de Março de 2004 às 00:20
Há indivíduos inteligentes, como este Chomsky, que, quando se metem a dissertar sobre assuntos políticos, mudam completamente de personalidade, ficam obcecados por qualquer mítica entidade maléfica, no caso, o Grande Satã americano, e assim perdem o juízo, não lhes sobrando uma réstea de bom senso. O tal que o Descartes dizia ser a coisa mais bem distribuída do mundo. Quão longe da verdade aqui andou o grande Descartes...António Viriato
</a>
(mailto:antonio_viriato@yahoo.com)
De Anónimo a 30 de Março de 2004 às 16:07
Essa da linguística não ser ciência tem alguma coisa que se lhe diga. Mas, a propósito da dita, experimenta este blog: http://www.languagelog.net
Chomsky-free.J
</a>
(mailto:cruzescanhoto@mail.pt)

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.tags

. aborto

. ambiente

. anti-semitismo

. blogosfera

. blogs

. ciência

. comentário

. comunicação social

. cultura

. desporto

. diversos

. ecologia

. economia

. educação

. efeméride

. eleições

. ensino

. europa

. frança

. futebol

. futebol portugal

. história

. história de portugal

. idiotas úteis

. internacional

. israel

. justiça

. língua

. literatura

. literatura cultura

. liturgia

. livros

. multiculturalismo

. música

. poesia

. polémicas

. política

. politicamente correcto

. porto

. portugal

. religião

. terrorismo

. tradução

. tradução comentário

. união europeia

. todas as tags

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds