Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Super Flumina

Liberae sunt enim nostrae cogitationes - Cícero (Mil. 29 - 79) . Um blog de Rui Oliveira superflumina@sapo.pt

Super Flumina

Liberae sunt enim nostrae cogitationes - Cícero (Mil. 29 - 79) . Um blog de Rui Oliveira superflumina@sapo.pt

Hipocrisias

Na semana passada, os EUA denunciaram uma limpeza étnica no oeste do Sudão praticada pelo governo de Cartum e as milícias árabes que lhe são fiéis.

É de notar que no Darfur a população é muçulmana, não cristã e animista como no sul. Então, porque são atacados os habitantes locais? Porque são negros, pura e simplesmente. Isto é, racismo árabe contra os negros, não importa a religião que professem.

No entanto, na Comissão de Direitos Humanos da ONU, um texto para condenar o governo de Cartum tem que ser cuidadosamente negociado para que não seja boicotado pelos países africanos. Porque raio participam os países democráticos nestas palhaçadas hipócritas? Esta comissão é muito rápida a condenar Israel, mas Israel não matou, desde 1948, tantos árabes como este governo do Sudão matou cidadãos do seu país.

No entanto, não ouvi nenhum desses defensores dos direitos dos humilhados e ofendidos fazerem manifestações frente às embaixadas do Sudão. Não, isso não tem nenhum interesse, interessa só dizer que o Ariel e o Bush são iguais a Hitler.

Só posso concluir que estes autoproclamados defensores dos direitos humanos são racistas, como o assunto trata de árabes que oprimem negros, eles não se interessam pela sorte destes últimos.

Outra explicação, é que só interessa os feitos malévolos dos brancos sobre as outras raças. Se os opressores forem não-brancos, então tem mãos livres para fazer o que querem (excepto se forem amigos dos EUA, está claro). Mugabe pode ter levado o Zimbabwe à miséria total e opressão, mas nunca será condenado nesta Comissão de Direitos Humanos.

E depois, vêm para aí uns iluminados a dizer que é preciso a ONU para dar legitimidade as acções tomadas a nível internacional. O mundo já tem problemas suficientes para lhe quererem juntar a ONU. A ONU é parte do problema, jamais será a solução. Outra ONU é necessária e, de preferência, uma que não tenha a pretensão de se erigir em governo mundial.

Post-scriptum. Esqueci-me de referir o resultado final da votação. Pode ser conferido aqui. Mas, claro está, a UE negociou com os países africanos e não saiu de lá qualquer condenação formal do governo sudanês. Aliás, a notícia é esclarecedora do grau de hipocrisia da UE. Volto a perguntar: Porque é que a UE pactua com esta hipocrisia? Se uma condenação formal fosse recusada, ficava exposta à vista de todos - embora só os distraídos é que não o notaram ainda - a inutilidade desta Comissão. 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Blogs

  •  
  • Notícias

  •  
  • Política e Economia

  •  
  • Religião

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2005
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2004
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2003
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D