Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Super Flumina

Liberae sunt enim nostrae cogitationes - Cícero (Mil. 29 - 79) . Um blog de Rui Oliveira superflumina@sapo.pt

Super Flumina

Liberae sunt enim nostrae cogitationes - Cícero (Mil. 29 - 79) . Um blog de Rui Oliveira superflumina@sapo.pt

Roland Ratzenberger

No dia 1 de Maio fará dez anos que Ayrton Senna morreu devido a um acidente no circuito de Imola, durante o GP de São Marino. No entanto, não podemos esquecer que esse GP foi trágico não apenas pela morte de Senna, mas também porque no dia anterior, 30 de Abril, durante os treinos, faleceu Roland Ratzenberger, depois de um despiste a cerca de 320 km/h, na curva Gilles Villeneuve, ao volante do seu Simtek S941/Cosworth V8.

O desporto automóvel não vive só dos seus grandes mitos, mas também de todos aqueles que competiram, com menor ou maior fortuna, para ganharem ou, simplesmente, fazerem aquilo de que gostavam. Muitos dos menos conhecidos, e falo só a nível da F1, deram também a sua vida por esta profissão e/ou paixão.

Roland Ratzenberger foi um desses que, apesar de muito ter trabalhado, nunca conseguiu chegar ao topo da sua profissão, ao contrário de Senna. Por esse motivo, e também por todas as baterias mediáticas estarem viradas para Ayrton Senna, decidi falar também de Ratzenberger, pois a história da F1 também passa por aqueles que quase não fizeram história.

Roland Ratzenberger nasceu a 4 de Julho de 1960 (embora, oficialmente, ele dissesse ter nascido em 1962, pois acreditava que sendo dois anos mais anos poderia beneficiar a sua carreira) em Salzburgo, na Áustria. No automobilismo, começou a dar nas vistas na Fórmula Ford na Áustria e, internacionalmente, em 1986, com a sua vitória no Formula Ford Festival em Brands Hatch. Nos anos de 1987 e 88, tentou, com pouco sucesso, uma carreira na F3 inglesa e nos anos seguintes, com um pouco mais de sucesso, na F3000 inglesa.

As suas qualidades não passaram despercebidas à BMW Motorsport que o integrou na equipa oficial em vários campeonatos de Turismos.

Rumando ao Japão, depois dos protótipos, chega à F3000 japonesa onde tenta relançar a sua carreira em monolugares. Em 1992, vence em Suzuka e é 5.º no final do Campeonato de F3000 japonês num Lola/Mugen-Honda e, em 1993, é 12.º.

Pelo meio fica um 5.º lugar nas 24 horas de Le Mans em 1993 com um Toyota.

Em 1994, Ratzenberger fez um acordo com a modesta equipa Simtek (estreante nesse ano) para participar em 5 provas de F1, esperando angariar nesse entretanto o dinheiro suficiente para completar a temporada. Ao seu lado, nessa equipa, estava David Brabham (que também nunca conseguiu ser uma estrela como Jack Brabham, seu pai, triplo campeão mundial em 59, 60 e 66).

Ratzenberger começou por não se qualificar para o GP do Brasil em Interlagos, qualificou-se para o GP do Pacífico no circuito de Aida (Japão), partindo do 26.º lugar e acabando no 11.º a 5 voltas do vencedor (Schumacher em Benetton/Ford Cosworth V8) e, por fim, qualificou-se em 26.º lugar para o GP de São Marino em Imola (Itália), mas, obviamente, não partiu, pois morreu nos treinos já depois de ter obtido o tempo que lhe dava acesso à grelha.

Esta feita a evocação deste piloto, pois nem só de vencedores se faz a história.</p>

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Blogs

  •  
  • Notícias

  •  
  • Política e Economia

  •  
  • Religião

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2005
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2004
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    222. 2003
    223. J
    224. F
    225. M
    226. A
    227. M
    228. J
    229. J
    230. A
    231. S
    232. O
    233. N
    234. D