Liberae sunt enim nostrae cogitationes - Cícero (Mil. 29 - 79) . Um blog de Rui Oliveira superflumina@sapo.pt
.artigos recentes

. Tempo novo, totalitarismo...

. Golpistas encartados

. Amadorismo

. A habitual arrogância dos...

. Ainda a cópia privada

. Boa notícia...

. Maldito solarengo

. Querida televisão...

. Desinformação ou ignorânc...

. Ratisbona, laicidade e la...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

.Sitemeter
Terça-feira, 21 de Novembro de 2006
Diversidades...
O presidente da região do Languedoc-Roussillon, Georges Frêche, (socialista francês), declarou, depois do jog entre a França e a Grécia, que "dans cette équipe, il y a neuf Blacks sur onze. La normalité serait qu'il y en ait trois ou quatre. Ce serait le reflet de la société." Todo o mundo político francês lhe caiu em cima por estas declarações classificadas como racistas. Ainda por cima, Frêche é já reincidente neste tipo de declarações, pois ainda há relativamente pouco tempo chamou "sub-humanos" aos "harkis" (os argelinos que combateram ao lado dos franceses na Guerra da Argélia).

É óbvio que declarações deste tipo são inadmissíveis a vários níveis, no entanto, e segundo este interessante artigo da autoria de Anne-Marie Le Pourhiet, elas reflectem o "ar do tempo" e a ainda esse conceito de "diversidade". Eis alguns excertos (destaques meus):


On propose (ou impose) aux entreprises de signer des chartes de la diversité tendant à ce que leur personnel soit le « reflet de la société » et on demande à la CNIL l'autorisation de recenser et répertorier les origines ethniques des salariés. On dispense de concours pour l'entrée à Sciences-po les élèves issus de zones à forte densité d'immigrés. On nomme délibérément des préfets musulmans et des présentateurs noirs pour les journaux télévisés tandis que le ministre de l'Intérieur, M. Sarkozy, fait placarder sur tous les murs de France des affiches tendant à promouvoir « une police aux couleurs de la République »… c'est-à-dire « black-blanc-beur ». Le journal Le Monde vient encore de publier un « Appel pour la parité en 2007 » qui revendique ouvertement une représentation politique fondée sur l'appartenance sexuelle. [...]

Il est bien évident qu'en légitimant et banalisant ainsi le comptage ethnique et sexuel, c'est-à-dire en adoptant ouvertement des conceptions racialistes et sexualistes, l'ensemble de la classe politique française, ainsi que les médias et intellectuels dominants, se privent de tout fondement pour critiquer le propos de Georges Frêche, tout comme ceux d'Alain Finkielkraut sur le même sujet ou de Renaud Camus sur le nombre de journaliste juifs à France-Culture. S'il est légitime de dénoncer des « écrans pâles » en jugeant qu'il n'y a pas assez de Noirs à la télévision, il est tout aussi légitime de dénoncer des équipes de sport « foncées » et d'y constater une disproportion avec la réalité de la société française. Il sera également tout à fait normal de trouver qu'il n'y pas assez d'hommes dans la magistrature, pas assez de femmes derrière les camions-poubelle ni d'hétérosexuels au ministère de la Culture.

François Hollande a déclaré que la sélection d'une équipe de foot doit se faire exclusivement sur le talent et non pas sur la couleur de peau, mais ceci est aussi vrai pour les présentateurs de télévision, les étudiants de Sciences-po, les policiers, les députés et … les candidats à l'élection présidentielle.[...]


Voilà donc notre bien-pensance prise au piège de sa propre bêtise. Quand on joue les apprentis sorciers avec les principes républicains il ne faut pas s'étonner de l'effet boomerang.

Conclusão, obviamente que as declarações de Frêche são um disparate, pois qualquer seleccionador de futebol consciente põe a jogar a equipa que mais garantias lhe dá, sem olhar à cor da pele dos jogadores. Mas o que é válido para o futebol é também válido para outras actividades humanas, em que os melhores devem ser escolhidos e não aqueles que preenchem quotas de sexo, preferências sexuais, raça ou outra coisa qualquer. A discriminação positiva (belo oximoro), mesmo quando disfarçada sob outras designações eufemísticas (ex. "affirmative action"), não resolve os problemas, apenas os perpetua.

publicado por Rui Oliveira às 16:58
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.tags

. aborto

. ambiente

. anti-semitismo

. blogosfera

. blogs

. ciência

. comentário

. comunicação social

. cultura

. desporto

. diversos

. ecologia

. economia

. educação

. efeméride

. eleições

. ensino

. europa

. frança

. futebol

. futebol portugal

. história

. história de portugal

. idiotas úteis

. internacional

. israel

. justiça

. língua

. literatura

. literatura cultura

. liturgia

. livros

. multiculturalismo

. música

. poesia

. polémicas

. política

. politicamente correcto

. porto

. portugal

. religião

. terrorismo

. tradução

. tradução comentário

. união europeia

. todas as tags

.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds