Liberae sunt enim nostrae cogitationes - Cícero (Mil. 29 - 79) . Um blog de Rui Oliveira superflumina@sapo.pt
.artigos recentes

. Tempo novo, totalitarismo...

. Golpistas encartados

. Amadorismo

. A habitual arrogância dos...

. Ainda a cópia privada

. Boa notícia...

. Maldito solarengo

. Querida televisão...

. Desinformação ou ignorânc...

. Ratisbona, laicidade e la...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

.Sitemeter
Quinta-feira, 30 de Setembro de 2004
QVO VADIS GALLIA?
No Jornal de Notícias de hoje, leio uma pequena notícia que acaba assim:

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Michel Barnier, exigiu, porém, a participação na conferência do "conjunto das forças políticas (iraquianas)", incluindo "aquelas que escolheram resistir pelas armas", bem como a inscrição na ordem do dia da "questão da retirada" das forças presentes no Iraque.

Se ontem aqui critiquei a possibilidade da Itália ter pago um resgaste pelas duas Simona, a política da França desde o rapto dos seus jornalistas é cada vez mais errática e, mesmo, estúpida. Será que Barnier, numa conferência da UE, também quererá a participação de, por exemplo, do movimento de libertação da Córsega, da ETA ou do Real IRA?

A chamada resistência iraquiana não quer saber do seu próprio povo, pois se quisssse bem ao povo não matava 37 crianças como o acabou de fazer esta manhã.

Chirac e o seu governo, com algumas honrosas excepções, vivem noutro planeta e estão completamente desligados da realidade. Enfim, espero, mas sem muita certeza disso, que Chirac acabe o mandato com alguma dignidade.

publicado por Rui Oliveira às 14:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Setembro de 2004
Inquietações
O dia está mau para dar muita atenção ao blog, pois as traduções acumulam-se e é preciso dar saída.

De qualquer modo não queria deixar de comentar a libertação das duas Simona, facto feliz, sem dúvida. Mas, uma inquietação fica no ar: terá o governo italiano pago um resgaste de 1 milhão de dólares? É que se pagou, não sei se terá sido uma boa opção. No programa da France 5, C dans l'air, o correspondente em Bagdad dava conta da inquietação de todos os estrangeiros civis a viverem no Iraque que, a partir de agora, e a ser verdade o pagamento do resgaste (que em Bagdad ninguém duvidava), poderiam ser considerados pelos vários grupos (desde terroristas a simples bandidos) como dinheiro em caixa. A vida poderá tornar-se mais difícil. Vamos a ver como evolui a situação.
publicado por Rui Oliveira às 21:40
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 28 de Setembro de 2004
28 de Setembro de 1974
Esta data diz alguma coisa aos meus leitores? Ainda se lembram do que aconteceu há 30 anos?

Pois bem, há precisamente 30 anos, o processo revolucionário português começava a virar decididamente à esquerda, viragem consumada em 11 de Março de 1975 e travada pelo 25 de Novembro de 1975.

Na sequência da chamada manifestação da Maioria Silenciosa, a esquerda e extrema-esquerda montou barricadas por todo o país, embora concentrando-se sobretudo em Lisboa, radicalizando o clima político do país. Spínola demitiu-se e Costa Gomes passou a ser o novo presidente da República. Começaram a ser tomadas medidas socializantes e o país começa a ficar cada vez mais agitado. Enfim, ia começar o desvario revolucionário...
publicado por Rui Oliveira às 20:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
"a nation of ankle-bitters"
Quem será esta nação? Bem, se não o sabem, é a blogosfera e quem o diz é um tal Steven Levy que tem uma coluna na Newsweek (cheguei a este senhor através do Instapundit).

E porquê? Desconfio que este Levy está com inveja e raiva pela blogosfera, actualmente, conseguir verificar em quase tempo real a veracidade e autenticidade das notícias veículadas pelos "big media".

O que gente como esta lamenta é a perda de monopólio dos media tradicionais que apenas publicavam a histórias que, nos elevados critérios de editores e jornalistas, mereceriam essa publicação. Agora, isso já não é possível, pois como se provou neste Verão, os blogs americanos conseguiram ser eles a promover a agenda em alguns assuntos e os media tiveram que os seguir.

Por outro lado, os blogs permitem que qualquer possa publicar a sua opinião sem passar pela censura editorial de um qualquer media, podendo-se fazer a correcção ou a desmontagem de um qualquer artigo sem precisar de um meio convencional.

E isso leva a que as notícias publicadas pelos media estejam sobre o escrutínio muito mais apertado, pois os milhares e milhares de bloggers têm, reunidos, competências e conhecimentos técnicos que permitem a contestação ou refutação de algumas notícias (ver o caso do Rathergate).

O que o artigo de Steven Levy demonstra é o desconforto que os media tradicionais sentem perante a capacidade de escrutínio e verificação que os bloggers demonstram e que põem fim ao monopólio noticioso.

De todo o modo, os meus comentários não significam que eu pense como desejável o fim dos media tradicionais. Isso é totalmente impossível e indesejável. Desejável é que os media tomem em devida conta que actualmente terão que ter padrões muito mais elevados na forma como fazem jornalismo, pois a partir de agora têm pessoas cuja opinião pode chegar as milhares de pessoas em todo o mundo bastando para isso ter um computador e um modem.

Post scriptum. Por estes exemplos do Blasfémias se pode ver como os blogs fazem com que os media tenham que ser muito mais exigentes com o que escrevem.
publicado por Rui Oliveira às 12:34
link do post | comentar | favorito
|
Más notícias para o Bloco...
... pois não é que a realidade parece desmentir, uma por uma, todas as suas alegações e certezas?

No Libération de hoje, numa entrevista, o jornalista Jonathan Randall afirma que:

Il est de bon ton de dire que les Américains ont fabriqué Ben Laden. Ce n'est pas vrai. Comme souvent, c'est la négligence et un enchaînement d'événements...

Como o jornalista do Libération descreve que o livro que Randall escreveu sobre Bin Laden é o mais completo e o mais rigoroso que se escreveu até hoje sobre o famoso terrorista, penso que esta opinião será mais qualificada do que a de qualquer Louçã, Rosas ou Portas (Miguel).

De qualquer modo aconselho a leitura da breve entrevista que acho perfeitamente elucidativa.
publicado por Rui Oliveira às 10:35
link do post | comentar | favorito
|
Finalmente...
... lá escrevi o primeiro artigo a sério para o meu outro blog, Humanae Litterae. Agradeço a visita.
publicado por Rui Oliveira às 00:12
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 26 de Setembro de 2004
Afinal o campeonato ainda não tinha acabado
Pelos lados da Luz andava uma estranha euforia. Após três jornadas da SuperLiga, já pensavam estar em Maio com o campeonato ganho.

Parece-me que o jogo de hoje com pôs as coisas numa perspectiva mais realística. O Benfica não tem ainda uma grande equipa.

Só falta o Porto acertar uns pormenores e lá para fins de Outubro estaremos instalados no comando sem problemas...
publicado por Rui Oliveira às 23:19
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 25 de Setembro de 2004
Sócrates no PS
Bem, ao fim deste tempo todo, lá temos um secretário-geral do PS. Sócrates ganhou por muitos (verdadeira cabazada), ficamos a saber que a esquerda do PS (a pura e dura e que pensa ainda em termos de facismo e anti-facismo) tem cerca de 17% e que a família Soares não mete medo a ninguém no PS.

De qualquer modo, quem neste momento deve estar a amaldiçoar o presidente Sampaio ainda com maior vigor são aqueles rapazinhos e rapariguinhas do BE, pois se com eleições antecipadas com o PS de Ferro ainda poderia ter esperanças de chegar ao poder, com o PS de Sócrates, à partida, isso está-lhes vedado. A oportunidade do século foi perdida. E isso eles nunca perdoarão a Sampaio...

Ah, é verdade, voltemos à vaca fria. Sócrates tem o PS na mão (ou será o aparelho do PS que tem Sócrates na mão?) e vamos lá ver agora o que é que se vai passar. Conseguirá mostrar ideias diferentes. Não aposto muito, mas a ver vamos. Este é o primeiro dia do resto da vida dele...
publicado por Rui Oliveira às 23:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Setembro de 2004
Quem foi que disse isto?
"We know we can't count on the French. We know we can't count on the Russians. We know that Iraq is a danger to the United States, and we reserve the right to take pre-emptive action whenever we feel it's in our national interest.".

George W. Bush? wrong answer.

Quem terá sido o autor desta afirmação terá sido John Kerry, segundo Peter King, um republicano de Nova Iorque, que participou com Kerry num "Crossfire" da CNN em 1997.

O que terá mudado desde então? Ah! já sei... o presidente dos EUA em 1997 era Bill Clinton esse bem-amado das esquerdas mundiais.

Kerry já tem na América a fama de dizer uma coisa e o seu contrário, mas cada vez mais se vê que ele não tem qualquer ideia na cabeça.
publicado por Rui Oliveira às 23:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Anti-semitismo?
A França não quer passar por anti-semita e até diz que tem uma legislação bastante avançada para prevenir esses casos. Todavia, depois acontece casos como este.

Se chamar "sale juif" e desejar que ele vá arder para Israel não é anti-semitismo, então o que será? Nem era preciso uma lei específica sobre o anti-semitismo, pois trata-se de uma expressão que refere especificamente o carácter rácico do oponente. Enfim, francesices...
publicado por Rui Oliveira às 13:14
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.tags

. aborto

. ambiente

. anti-semitismo

. blogosfera

. blogs

. ciência

. comentário

. comunicação social

. cultura

. desporto

. diversos

. ecologia

. economia

. educação

. efeméride

. eleições

. ensino

. europa

. frança

. futebol

. futebol portugal

. história

. história de portugal

. idiotas úteis

. internacional

. israel

. justiça

. língua

. literatura

. literatura cultura

. liturgia

. livros

. multiculturalismo

. música

. poesia

. polémicas

. política

. politicamente correcto

. porto

. portugal

. religião

. terrorismo

. tradução

. tradução comentário

. união europeia

. todas as tags

.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds