Liberae sunt enim nostrae cogitationes - Cícero (Mil. 29 - 79) . Um blog de Rui Oliveira superflumina@sapo.pt
.artigos recentes

. Tempo novo, totalitarismo...

. Golpistas encartados

. Amadorismo

. A habitual arrogância dos...

. Ainda a cópia privada

. Boa notícia...

. Maldito solarengo

. Querida televisão...

. Desinformação ou ignorânc...

. Ratisbona, laicidade e la...

.arquivos

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

.Sitemeter
Domingo, 13 de Março de 2005
Feminismo e ciência: incompatíveis?
Já por várias vezes pensei abordar aqui o caso de Larry Summers, presidente de Harvard, e dos problemas em que se meteu por ter considerado, com base em estudos científicos, que as diferenças entre os cérebros masculinos e femininos poderia justificar a disparidade de entre homens e mulheres em áreas como as ciências ou a matemática.

Foi quanto bastou para o feminismo radical, dentro da sua própria universidade, lhe caísse em cima e o obrigasse, lamentavelmente, a escrever uma carta de retractação.

Mas, se eu não tive tempo para escrever sobre o assunto, sempre posso recomendar esta excelente entrada n' O Insurgente.

De facto, parece que feminismo e ciência são incompatíveis.

Post scriptum. Para além deste caso, ler também este outro caso desta vez passado na Suécia. Deixem-me só transcrever o início desta entrada no Secular Blasphemy:

Columnist Carl Hamilton in Aftonbladet writes about a very troubling conflict between science and politics in Sweden. My translation:

The government bans opinions on men's and women's brains

In one respect Sweden's government is unique in the world. It has a definite opinion about a scientific controversy: whether women's and man's brains are different, or not. The first time i realised that the government had involved itself in neurobiology, was when gender equality minister [! - ed] Jens Orback in a speech about sexual deviations and living with horses [!!! - ed], affirmed:

- The government considers female and male as social constructions, that means gender patterns are created by upbringing, culture, economical conditions, power structures and political ideology.

Apart from taking a position on this scientific question, the government has deiced to side with the most extreme researchers: gene theoreticians who for ideological reasons state that biology can not have any saying in explaining why male and female behaviour differs.

Aconselho a leitura do resto.

publicado por Rui Oliveira às 10:25
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De C.S.A. a 14 de Março de 2005 às 00:13
Este texto revela bem os caminhos a que tais posições podem levar:

A MULHER É POR NATUREZA UMA VÍTIMA? E O HOMEM, UM VERDUGO?
Elisabeth Badinter
«CAMINHO ERRADO», Edições ASA
Tradução de Carlos Sousa de Almeida

«A mulher é, por natureza, uma vítima?O homem, por definição, um verdugo?Uma denúncia corajosa dos maus caminhos do feminismo radical.Em Caminho Errado, Elisabeth Badinter constata o facto de, nos últimos vinte anos, o movimento feminista radical ter deixado de defender o valor universal da igualdade entre os sexos – igualdade que, obviamente, tem de levar em conta as diferenças existentes –, para se fechar numa postura dogmática, na qual homens e mulheres são convertidos em inimigos irredutíveis, a partir do preconceito absurdo de que ela, a mulher, é vítima por natureza e ele, o homem, por definição um verdugo. Um caminho errado que apenas leva ao caos, ao descrédito do feminismo e ao enfraquecimento da batalha pela verdadeira igualdade entre os sexos.Livro polémico e corajoso, que suscitou em França, aquando da sua publicação, uma discussão escaldante, Caminho Errado traz-nos de novo o vigor analítico de uma autora central do pensamento francês contemporâneo. «Elisabeth Badinter lança uma pequena bomba contra o conformismo tranquilo que caracteriza o movimento feminista há alguns anos.”L’Express“Este livro é um acontecimento. (…) Elisabeth Badinter é uma das intelectuais que construiu com mais fervor o edifício teórico que suporta o feminismo francês. L’Express (Caminho Errado) exemplifica, cita, confronta, desmonta (discursos, textos, inquéritos, estatísticas) e faz barreira contra a histeria puritana e de correcção política.» Elisabete França, Diário de Notícias

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.tags

. aborto

. ambiente

. anti-semitismo

. blogosfera

. blogs

. ciência

. comentário

. comunicação social

. cultura

. desporto

. diversos

. ecologia

. economia

. educação

. efeméride

. eleições

. ensino

. europa

. frança

. futebol

. futebol portugal

. história

. história de portugal

. idiotas úteis

. internacional

. israel

. justiça

. língua

. literatura

. literatura cultura

. liturgia

. livros

. multiculturalismo

. música

. poesia

. polémicas

. política

. politicamente correcto

. porto

. portugal

. religião

. terrorismo

. tradução

. tradução comentário

. união europeia

. todas as tags

.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds